Braggot: o Melhor de dois Mundos

A paixão pela cerveja, além de nos proporcionar bons momentos de descontração, muitas vezes nos enriquece e nos leva às raias da cultura e da experiência. Conhecer o braggot é um desses sublimes momentos.

O nome em si já é um fato curioso. Talvez os poucos que já tenham ouvido falar sobre essa maravilhosa bebida sejam os “beer geeks”, ou os outros geeks em geral. É possível encontrar referências culturais sobre essa bebida em livros de literatura fantástica ou em jogos de RPG, mas a verdade é que estamos falando de uma bebida tão desconhecida, quanto inusitada; além de saborosa e versátil.

Braggot é, na verdade, é uma bebida que faz parte de uma família de estilos que se situam na fronteira entre a cerveja e o mióde, também conhecido como hidromel. Este, por sua vez e, em resumo, é um vináceo feito pela fermentação alcoólica do mel. Rigorosamente, apenas as bebidas fermentadas feitas de uvas são vinhos e todas as outras feitas com as demais espécies de frutas são vináceos; à exceção do mióde ou hidromel, que recebe esses nomes específicos, tal como o vinho em si.

Uma escala de cores e de qualidade: conheça a história do seu criador, Lovibond

É, o braggot, portanto, um misto de dois mundos. Justamente por isso, seria difícil caracterizar todos os tipos de braggot sob uma única descrição. Seria pouco dizer que um braggot é um mióde maltado ou, então, que ele seria uma cerveja com mel, já que não é tanto nem uma coisa e nem outra.

As múltiplas possibilidades que podem surgir da junção desses dois universos de bebidas é tão grande que o braggot em si quase que passa a ser uma família isolada de bebidas e, no entanto, é atualmente tão desconhecido.

O braggot já foi uma bebida popular na Europa em finais da idade média e início do período renascentista e chegou a ser a bebida favorita em alguns locais, como, por exemplo, no País de Gales.

O nome braggot deriva de “bragget”, “bragaut”, “bracket”, “bragot” e “bragawd”, que são ainda formas derivadas do irlandês e do galês “brach” e “brag” respectivamente e significam brotar; isso por causa da proporção de grãos que há na bebida. Uma boa opção de tradução para a bebida em língua portuguesa seria “brotado”.

Um mióde tradicional pode limitar-se à tríade água, mel e levedura. Um braggot, todavia, além de comportar esses elementos e os grãos malteados de um ou mais cereais, ainda pode conter uma série de outros ingredientes, tais como várias ervas de compostos amargos e aromáticos e outros tipos de especiarias, como cravo, pimenta, coentro, etc… e, alguns, ainda podem levar até mesmo frutas.

Rogue Farms Marionberry Braggot

Na verdade, um braggot poderia até mesmo dispensar o mel e tê-lo substituído por outra fonte de açúcares fermentecíveis em alguma outra fruta, contanto que não seja de uma outra espécie tão versátil que por si só faça toda uma família de bebidas, como, por exemplo, o caso das maçãs, das quais se extrai a família das sidras. A bebida, com efeito, é muito versátil e seu perfil sensorial é muito vasto e complexo. O braggot pode ser carbonatado ou ser completamente sem gás (flat).

Por que o braggot saiu de cena? Muito simples: razões econômicas. O uso isolado dos ingredientes utilizados em conjunto no braggot proporcionam por si sós excelentes bebidas em um menor espaço de tempo. Então, por que gastar aonde se pode economizar e, ainda assim, obter um bom produto?

Cerveja só puro multe? Saiba que esse é mais um mito cervejeiro

Felizmente, a busca por bebidas mais complexas e extremas tem fomentado o resgate de alguns estilos e famílias históricas que tem muito a nos oferecer em diversos aspectos. Conheça alguns rótulos que já estão no mercado mundial: Rogue Farms Marionberry Braggot (11,4% alc. vol.); Old Danish Braggot (10,1% alc. vol.), Grandis Hydromelita (12,0% alc. vol.); Auval Braggot (8,8% alc. vol.).

No Brasil, já foram lançados alguns rótulos sazonais, como por exemplo a Apirapuã, da Cervejaria Nacional (7,5% alc. vol.). A Trapa das Alterosas, lança em maio, pelo Brew Club Bebidas Notáveis, a sua linha sazonal de braggots.

*foto de capa: American Homebrewers Association (https://www.homebrewersassociation.org/how-to-brew/braggot-the-best-of-mead-and-beer/)