Lager

O surgimento das cervejas Lager

As cervejas Lager dominam o mercado mundial em vendas e consumo. Vários fatores foram determinantes pra este fenômeno, que pelo visto não vai sair de “moda” tão cedo.

O século XIX representa um grande divisor na história da cerveja. A combinação de invenções e descobertas científicas ocorrida nessa época propiciou uma série de inovações e melhorias técnicas em vários setores. No caso da cerveja temos:

  1. as descobertas :
    • em 1789 Lavoisier descobre que o dióxido de carbono e o álcool são subprodutos da fermentação;
    • em 1837 Schwann descobre que as leveduras são organismos vivos;
    • em 1868 Pasteur desvenda o mistério da fermentação e desenvolve o processo de pasteurização;
  2. as invenções :
    • em 1818 foi desenvolvida a maltagem de grãos usando ar quente (possibilidade de maltes claros);
    • em 1834 foi inventado o primeiro mecanismo de fabricação de gelo artificial;
    • em 1843 foi inventado o hidrômetro (instrumento para medir o teor alcoólico de uma cerveja);
    • em 1850 aparecem as primeiras caldeiras a vapor em cervejarias;
    • em 1873 é desenvolvido o processo de refrigeração;
    • em 1878 é inventado o filtro para cerveja.

Ciência e cerveja: Joule, o pai da termodinâmica

Até 1820 as cervejas eram escuras,não por causa da preferência  os cervejeiros e consumidores, mas porque os maltes eram produzidos com calor direto ou defumação forte e ficavam escuros ou torrados. A maioria dos fornos usava carvão mineral ou turfa, o que conferia um sabor característico aos maltes e escondia muitas das qualidades organolépticas da bebida.

Laboratório da Carlsberg
Laboratório da Carlsberg onde grandes descobertas ligadas a cerveja foram realizadas – foto do Carlsberg Group

O surgimento das cervejas lager

Mas com o advento do processo de maltagem com ar quente foi possível produzir maltes claros preservando suas características originais de sabor e aroma. Essa foi uma das grandes vantagens que o cervejeiro Josef Groll teve para desenvolver a primeira Pilsener em 1842: uma cerveja clara e carbonatada, depois classificada como Bohemia Pilsner. Porém, a levedura Lager já havia sido utilizada um ano antes (1841) por Gabriel Sedlmayr, que criou a famosa Munique Marzen e por Anton Dreher que produziu a primeira Vienna.

Apesar de não ter sido a primeira cerveja a usar a levedura Lager, a Pilsener se tornou a mais famosa e popular na história. No entanto não foi um sucesso imediato. Somente 30 anos depois, por volta de 1872 é que a Pilsener começou a ser apreciada pelos consumidores, que passaram a vê-la como uma bebida elegante. Muito contribuiu para isso a recente glamourizarão dos cristais da Bohemia: a transparência e a delicadeza dos copos combinavam com a personalidade daquela cerveja clara, espumante, carbonatada, leve e refrescante. As cervejas tradicionais até então eram escuras, densas e geralmente mais fortes do ponto de vista alcoólico.

Veja aqui como as primeiras Pilsen foram fabricadas

E, para completar, justamente nessa época, o mundo começava a viver momentos de temperança e restrição ao consumo de álcool. Esse fator estimulou o surgimento de cervejas menos alcoólicas – como era a Pilsener.

pegaram carona na mesma onda

Nessa onda de cervejas claras e menos alcoólicas surgiram a German Pils (1872), a Dortmund (1890) e a Helles (1894), que substituiu a Marzen como estilo oficial da Oktoberfest. Outros estilos tradicionais – todos alemães – que utilizavam leveduras Ale, passaram a utilizar levedura Lager: Bock, Doppelbock, Dunkel, Rauchbier e Schwarzbier, mas mantiveram suas características de cor e aroma muito próximas do original. A mudança do uso da levedura Ale para Lager se deveu a razoes técnicas relativas ao processo de fermentação. Mesmo com tantas novas opções, nenhum outro estilo de cerveja foi e é tão popular quanto Pilsener.

Ronaldo Morado
@ronaldomorado